quinta-feira, novembro 17, 2011

Lutando contra o rebaixamento



Falta muito pouco para o final do Campeonato Brasileiro 2011 e quem mais está sofrendo, nessa reta final, são os torcedores, pois não sabem ao certo o futuro do seu time. 
No futebol, ser rebaixado é motivo de vergonha nacional. Um time rebaixado é sinônimo de falta de preparo, falta de um bom elenco, além de ser o resultado de um péssimo trabalho em equipe. Na caminhada com Deus não é muito diferente. Diariamente, lutamos contra as vontades da nossa carne. Não é fácil estarmos sempre no “topo da tabela”.  Como cristãos, o que nos faz ser “rebaixado’? Em quais áreas da nossa vida, temos “perdido pontos” com Deus?
Na maioria das vezes, somos tentados de forma sutil, e perdemos pontos nos detalhes. Quantas vezes cometemos faltas, somos grosseiros no falar e no agir, desrespeitamos o outro, ou até quando estamos “em posição de impedimento”, tentamos “marcar um gol” mesmo sabendo que estamos errados. O pior é que esses “pequenos” erros se tornam naturais e acabam fazendo parte do nosso cotidiano.
A Palavra de Deus nos orienta de forma clara: “Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia” (1 Corintios 10:12.). É quando a Bíblia diz que somos tentados pela nossa própria cobiça (Tg 1:14.), que temos que vigiar. Não podemos nos acomodar à uma vida de pecado. Não podemos ficar satisfeitos com qualquer “ponto”. Assim como no futebol, temos que “jogar” e dar o nosso melhor em “campo” de forma que estejamos longe da “segunda divisão”. Deus tem sempre mais para nos dar.
Sair da nossa zona de conforto, não se contentar apenas com a oração de domingo na hora do culto, buscar conhecer a Deus de verdade , ler a Bíblia e estar em comunhão com os irmãos. são apenas algumas das estratégias que nos fazem ficar longe da ‘zona de rebaixamento’.

Nenhum comentário:

Postar um comentário